CONVERSANDO SOBRE MOTIVAÇÃO

CONVERSANDO SOBRE MOTIVAÇÃO Esse texto é para você que sempre faz planos para o Ano Novo em dezembro, começa a executá-lo em janeiro, deixa para depois do Carnaval, e quando a rotina começa realmente em nosso país, você vai deixando seus planos de lado e vai vivendo, um dia depois do outro, e reclama que o ano passou rápido demais e você não conseguiu cumprir suas metas. E faz novas metas para o ano seguinte em dezembro. Mas também é para você que iniciou o ano cheio de energia e garra, que não parou ainda e não quer desanimar ao longo do ano. E não importa qual é a sua meta. Pode ser qualquer coisa: trabalho, exercício físico, família, dieta, etc. O que realmente está faltando é a MOTIVAÇÃO. Apesar da sua enorme importância, é difícil definir a palavra MOTIVAÇÃO. A palavra provém do latim movere, que significa mover. Então, a definição mais próxima do censo comum é: Motivação é a força que Move (dirige) nossas ações. Não existe um consenso absoluto sobre o assunto. A palavra é usada em diversas frases de efeito e em todos os campos de atuação. Usualmente, se utilizam termos como necessidades, desejos, vontades, metas, objetivos, impulsos, motivos e incentivos. Mas, a mais interessante para mim é: Motivo + Ação = Motivação Uma motivação imposta não faz nenhum sentido, não é mesmo. Tem que partir da própria pessoa. É algo que surge dentro de cada um, passa por seu cognitivo, reúne fatores de ordem fisiológica e psicológica (consciente ou inconsciente), e impulsionam a pessoa a mover-se, ou seja, a uma ação motivadora. A motivação é uma força impulsionadora que vem de dentro de cada um. E como é individual, não há fórmula secreta. Cada pessoa reage de maneira diferente a um impulso motivacional. Por isso, mesmo que você leia frases cheias de motivação e se anime num primeiro momento, é necessário muito mais para que você consiga realmente agir. E esse verbo não é assim tão fácil de ser executado. Então, é necessário que haja uma força propulsora para acionar o desejo individual e assim acionar a motivação. As pessoas vivem muitos papéis em sua vida. Por isso, é preciso respeitar a diversidade e a subjetividade de cada um. O protagonismo é o impulso que leva à motivação. A motivação é o processo responsável pela intensidade, direção e persistência dos esforços de uma pessoa para o alcance de uma determinada meta. É um mecanismo que apenas o próprio indivíduo pode acionar. São os motivos nos levam a ação: é a consequência do poder do nosso pensamento, da forma como entendemos e modificamos o mundo à nossa volta. Motivação = Concientização (consciência individual) É necessário então tomar conhecimento sobre si mesmo. Perguntas como: O que eu faço? Quem sou eu? O que eu tenho? Onde quero chegar?, dentre muitas outras, são chaves propulsoras para a conscientização individual e consequentemente, para a motivação. Existem dois tipos de motivação: • Motivação intrínseca (interesse próprio, crescimento pessoal); • Motivação extrínseca (distinguir-se como profissional, crescimento social e profissional). As duas brotam de dentro da pessoa, ou seja, são internas. E cabe a cada um buscá-las para que haja a conscientização da necessidade da ação. Parece simples, mas é muito mais complexo do que parece. Por isso você vem tentando e tentando, mas não obtém sucesso. E não se sinta culpado por não conseguir. Você faz parte da maioria. Agora, se você chegou até aqui é porque realmente tem interesse em aprimorar sua motivação. Então, preste atenção no que vem a seguir. • Tem gente que reclama porque vai trabalhar... • Tem gente que reclama da falta de oportunidades... • Tem gente que reclama do comportamento do cidadão... • Tem gente que reclama do seu colega, do chefe, da família, do vizinho, etc... • Tem gente que reclama do próprio corpo... • Tem gente que reclama por reclamar... • Tem gente que se acha competente, mas que não avança na vida... Assim, quem se destaca? Aquele que, quando pensa que já atingiu o limite, descobre que pode ir um pouco mais além, e nunca desiste. Aquele que nunca reclama, apenas prossegue em frente. Aquele que é tolerante com o erro do outro e segue em frente. Aquele que é proativo e que está sempre se atualizando. Aquele que age continuamente em busca de um ambiente melhor. Ou seja, quem se destaca é o mais MOTIVADO. Motivação é a arte de fazer o que precisa ser feito. Motivados são aqueles que agem simplesmente porque querem fazer o seu melhor. São as tentativas, mesmo sem saber se haverão erros ou acertos. Mas nunca a inércia. Um exemplo bem claro é um profissional motivado em uma empresa. Ele sabe que o todo é mais forte que as partes. Engaja as pessoas ao seu redor, não se intimida com a competência alheia, valoriza a troca de experiências e a complementariedade, e nunca para de agir. E sempre se destaca, alcançando os cargos mais altos. Entendeu como funciona o processo? Esse esquema segue direitinho os benefícios alcançados por uma pessoa motivada: Qualidade de vida → Bem estar físico → Harmonia → Equilíbrio nas relações familiares → Equilíbrio nas relações laborais → Equilíbrio dentro das relações da comunidade → Qualidade de vida Como profissional, sei que não é um processo fácil de ser alcançado. Mas a Psicoterapia tem ajudado muitas pessoas nesse processo de autoconhecimento e motivação. Se você leu todo esse texto e busca por uma forma de alcançar seus objetivos, procure um profissional capacitado, trabalhe suas angústias, seus medos, suas expectativas e principalmente seus processos de motivação. Assim suas metas finalmente poderão ser alcançadas e você verá que tudo não passava de um simples processo de MOTIVAÇÃO.





#informação #psicologia #psicopedagogia #família #mães #pais #filhos #educação #aprendizagem #desenvolvimento #psicóloga #psicopedagoga #psicologiapositiva #neuropsicologia #desenvolvimentocerebral #psicoterapia #psicologiaescolar #psicologiaevida #amopsicologia #desenvolvimentoinfantil #psicologiadodesenvolvimento #motivação

Comentários