CONSTRUINDO UM LAR COM HARMONIA

Se você já não sabe mais o que fazer para conseguir um momento de paz na sua casa, esse texto é para você. Mas é também para você que, mesmo vivendo em uma paz familiar, gosta de colocar novos tijolos na construção da sua família. Bem, uma coisa é ter uma casa. Outra bem diferente é ter um lar. E, como toda boa construção, manter o foco no alicerce é o segredo para a construção de um lar feliz. A diferença é que esse alicerce não é feito de tijolos, como nas construções comuns, mas é construído de um fogo chamado DIÁLOGO. É esse fogo que aquece as relações e transforma uma casa em um lar. Ainda que sua casa pareça um caos, o caminho para uma construção harmoniosa é o diálogo. E esse fogo é formado de amor, compreensão, paciência e tantas outras virtudes necessárias para uma convivência saudável. A família é o convívio social mais importante para a vida humana. É como um espaço de treinamento para as habilidades sociais necessárias para a convivência. E é ela que está presente de forma constante na nossa mente. Então, um a paz no lar é sinônimo de saúde mental. Achou difícil? Você precisa aprimorar seu diálogo? Então vou te dar algumas dicas importantes para facilitar o uso dessa ferramenta no seu convívio familiar. 1º PASSO: A primeira dica é fazer o uso de palavras nobres em seu diálogo. Assim, tanto o entendimento como a emoção ao receber as palavras podem favorecer você. Palavras como “com licença”, “por favor”, “obrigado”, entre muitas outras, são ensinas às crianças desde bem cedo. O problema é que muitos adultos esquecem (ou não se esforçam) em usá-las. Um diálogo iniciado com palavras nobres já começa favorável. A mente humana é preparada para receber bem as palavras ditas após uma palavra nobre. E a tendência é de que o outro escute você com atenção, e não apenas entenda aquilo que lhe convêm. É comum entre casais a queixa de que o outro distorce as palavras que foram ditas. Iniciar o diálogo de forma adequada é preparar mentalmente o outro para uma escuta atenta. E se você consegue fazer o uso de palavras nobres no seu local de trabalho ou no seu convívio com amigos, por quê deixar de usá-las justamente com as pessoas mais próximas? Sei que no inícios todos na sua casa irão estranhar, talvez até mesmo zombar de você. Mas acredite, é o primeiro passo para acender a chama do diálogo e transformar o seu lar. 2º PASSO: O segundo passo para construir uma casa é levantar as paredes, não é mesmo? Aqui, as paredes serão as ações. Uma regra simples para ser usada é: LEVANTE E FAÇA! Todos nós aprendemos a importância de se ajudar o outro e dividir tarefas. Mas as pessoas simplesmente não fazem. E não adianta falar, repetir, insistir....blá,blá,blá! Com exceção das crianças, que estão em fase de aprendizagem, todos sabem muito bem quais são as tarefas necessárias para se manter a harmonia da casa. Claro que dividir e estabelecer tarefas fixas para cada pessoa ajuda nessa rotina. Mas muitos não fazem nem mesmo a sua tarefa, quanto mais ajudar o outro. E sempre acaba que uma pessoa fica sobrecarregada, gerando irritação, desconforto e sentimentos nada favoráveis em um lar. Então, levante e FAÇA! Não importa se essa é ou não sua tarefa. Está com tempo disponível, mostre-se solidário e ajude o outro em suas tarefas. Assim, todos terão tempo para convivência pacífica. E sem contar que os filhos sempre aprendem com o exemplo. Crianças que vêem muitas ações tendem a agir também. Então, seja proativo e FAÇA! 3º PASSO: O que é importante para o outro nem sempre é importante para você. Mas mesmo assim, amparar o outro e acolher é o telhado na construção de um lar feliz. Vivemos um tempo de muita correria, de muitos barulhos e muitas ocupações. Mas parar para ouvir e dar atenção ao outro é um sinal de solidariedade. Pode ser seu filho querendo te contar sobre uma coisa engraçada para ele, sua esposa reclamando de dores nas costa, seu marido reclamando do patrão, ou um adolescente que entra emburrado em casa e não quer conversar. Todos estão necessitados da sua atenção. Pare o que está fazendo e se coloque disponível para ouvir, dar conselhos, ou simplesmente estar ali para dar um abraço e trocar um olhar. Em tempos de internet, TV e muita, mas muita interatividade mesmo, as pessoas se esquecem de interagir com os membros de sua casa. Passam todo o seu tempo disponível dando atenção aos amigos virtuais e às séries de TV, mas não dão a mínima para o idoso que está sentado sozinho na janela, lembrando de um tempo em que se conversavam na mesa do café. Não quer dizer que seja necessário deixar de lado o mundo virtual, mas disponibilizar um tempo da sua vida para acolher o outro e dar atenção a aqueles que realmente necessitam dela. E aí? Viu como é fácil construir um lar? Claro que todos esses passos serão construídos com o tempo. Não é de uma hora pra outra que se levanta uma obra. E sempre haverão reparos para serem feitos. Mas que graça teria a vida se não houvessem os desafios? Sei que parece muito sacrifício, mas esses passos serão norteadores para suas tentativas. E lhe garanto que haverão erros e acertos. Mas no final, o resultado será uma vida melhor para todos e uma convivência saudável entre todos, ou seja uma linda construção de um lar feliz.







#informação #psicologia #psicopedagogia #família #mães #pais #filhos #educação #aprendizagem #desenvolvimento #psicóloga #psicopedagoga #psicologiapositiva #neuropsicologia #desenvolvimentocerebral #psicoterapia #psicologiaescolar #psicologiaevida #amopsicologia #desenvolvimentoinfantil #psicologiadodesenvolvimento

Comentários